Edema Ósseo

O QUE SIGNIFICA EDEMA ÓSSEO?

É literalmente o inchaço dentro da estrutura do osso.

O QUE CAUSA?

Motivos bem diferentes podem causar isso. Os principais são:

-Atividade física exagerada: pessoas com articulação completamente saudável pode desenvolver esse edema desde que tenha subitamente aumentado o ritmo do exercício (ex: corrida); a retirada desta atividade por algumas semanas costuma curar a patologia sem qualquer sequela; por outro lado a persistência nesta atividade pode ocasionar um agravamento e uma possível fratura por estresse

-Degeneração articular / artrose: já existe uma falha no sistema de amortecimento da articulação devido degeneração dos mecanismos de proteção como meniscos e cartilagem e isso gera sobrecarga no osso

-Contusões e entorses: traumas diretos ou indiretos ao nível do membro inferior podem causar edema no osso (fêmur ou tíbia); um dos mais comuns é o edema decorrente da lesão do LCA onde a tíbia rotaciona em relação ao fêmur e na volta à sua posição original pode haver um choque entre esses dois ossos e causar o edema.

FIGURA: Imagem acima mostrando grande edema ósseo em côndilo do fêmur na cor branca (seta); a cor normal do osso seria cinza escuro e na região onde há o edema (sangramento interno no osso) apresenta essa cor mais clara.

COMO IDENTIFICAR?

A história relatada pelo paciente associada à dor local já pode dar indícios da presença do edema ósseo. As radiografias simples não conseguem diagnosticar o edema quando a forma do osso persiste inalterada (o que ocorre quase sempre). A ressonância nuclear magnética é quem fecha o diagnóstico.

QUAIS OS SINTOMAS?

A dor ao impacto contra o solo (pisar, correr, pular) ou ao movimentar o joelho em seus extremos é o principal sintoma. O edema ósseo desenvolvido pela atividade física em excesso costuma ser do lado medial (interno) e a dor é exatamente neste local. Esta dor ocorre até mesmo ao se pressionar o local com o dedo e pode confundir muitas vezes com lesão do menisco, que se encontra também naquele local. O edema ósseo pós lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) costuma ser uma dor menos precisa, na região central do joelho  muitas vezes.

FIGURA: Ressonância mostrando o mesmo joelho em 2 diferentes ponderações (T1 e T2). À esquerda, o edema ósseo aparece na cor clara no fêmur e na tíbia; à direita, o edema ósseo aparece escuro. Pelo local e extensão do edema, tudo indica que houve uma ruptura do LCA (ligamento cruzado anterior), onde a parte de trás da tíbia (osso de baixo) chocou-se com a parte da frente do fêmur (osso de cima) após deslocar-se pra frente e voltar ao seu local original.

COMO TRATAR?

Primeiro deve-se definir a causa para instituir o tratamento. Se o edema ósseo foi originado por excesso em atividade física, um repouso variável (muitas vezes cerca de 2 meses) por si só já resolve o problema. O edema ósseo pós trauma ou entorse (como o da lesão de LCA) costuma também se resolver em algumas semanas por si só. Já o edema ósseo devido doença degenerativa dos meniscos ou da cartilagem (artrose) não costuma se resolver tão fácil e algumas vezes jamais desaparece já que a falha é crônica. Alguns desses paciente irão evoluir para cirurgia de osteotomia (desde que tenham indicação) ou artroplastia total do joelho (prótese) em um futuro.

COMO PREVENIR?

A causa de edema ósseo que é mais prevenível é a ocorrida por excesso de atividade física. Portanto, a prática cautelosa, principalmente de corrida, deve ser buscada. A dor durante ou logo após a atividade física é um sinal de que está ocorrendo exagero. Busque sempre orientação de um profissional educador físico para acompanhar seus treinos.

Leave a reply