Artroplastia (ou Prótese) Total do Joelho

Recuperação Pós-Operatório

  • 1ª Semana após a alta

    • 1º dia após alta: já deve movimentar o membro, trocar o curativo e agendar o início da fisioterapia o mais breve possível; o simples fato de permanecer em pé já auxilia demais na recuperação
    • Restante dos dias: estará andando com auxílio de andador (ou muleta / bengala para pacientes menos idosos), realizando diariamente a fisioterapia, elevando o membro quando estiver deitado e mantendo-o na posição mais esticada possível;
    • Ao final de 1 semana (7 a 10 dias) é o dia do retorno com o Dr. Felipe Brasil para avaliação da cicatriz cirúrgica, avaliação da recuperação, bem como tirar dúvidas;
    • Não esquecer de tomar diariamente a medicação anti-coagulante e utilizar as meias anti-trombo.
  • 2ª a 4ª semana após a cirurgia

    • Permanecer com a fisioterapia;
    • Os pontos serão avaliados na consulta de retorno após avaliação com o Dr. Felipe Brasil, mas devem ser retirados apenas com 20 dias de cirurgia;
    • O paciente deve conseguir se locomover um pouco mais independente e as dores pós-operatórias já estão menores do que as dores dos primeiros dias.
  • 30 dias após a cirurgia

    • Pacientes menos idosos e com maior força muscular já conseguem andar sem qualquer apoio; já podem realizar atividades físicas de menor impacto como bicicleta ergométrica, hidroginástica e caminhada leve;
    • Pacientes com mais idade podem permanecer algumas semanas (ou mesmo meses) andando com apoio.

Perguntas Frequentes

  • Posso pisar?

    Deve! A prótese é metálica e fixada ao osso com cimento ortopédico (um cimento especial de rápido endurecimento) e isso permite que o paciente já possa pisar no dia seguinte da cirurgia (exceções para pacientes com deficiência óssea avançada ou fratura que tenha ocorrido incidentalmente durante a cirurgia). O paciente é estimulado a pisar tão logo seja possível pois isso evita complicações como atrofia muscular, rigidez articular, trombose venosa, diminui o edema (inchaço), etc.

  • Posso iniciar a fisioterapia ainda com os pontos?

    Os pontos não impedem de maneira nenhuma o início da fisioterapia; não existe o mito de que os pontos vão romper; a fisioterapia deve ser iniciada logo após a cirurgia.

  • Posso tomar banho sem curativo?

    Sim; dê preferência a sabonete neutro (ex: sabonete infantil) pois há menor chance de irritação; após o banho enxugue bem o ferimento e aplique o curativo.

  • Posso subir escadas?

    Sim, mas com cautela; pacientes jovens podem subir com o apoio do corrimão ou das muletas; idosos não devem se arriscar a subir sozinhos; a dica é subir colocando primeiro o membro não operado na frente e na descida fazer o contrário, colocando primeiro o membro operado.

  • Posso dirigir?

    A cirurgia não impede o ato de dirigir e ele não vai acarretar nenhum prejuízo à cirurgia; o momento de dirigir depende mais da confiança do paciente, se a dor não é um empecilho e o joelho está com boa mobilidade não há motivo para proibição.

  • Existe restrição de algum alimento?

    Não há nenhuma comprovação de que existe alimento chamado “reimoso” e que faça mal à cirurgia; se o paciente possui algum histórico de irritação ou alergia alimentar aí seria aconselhável realmente evitar.

  • Tenho que tomar a medicação para casa por quanto tempo?

    Costumo passar obrigatoriamente 2 tipos de medicação: anti-coagulante (para prevenir trombose venosa no membro inferior) e analgésico potente (medicação para alivio da dor); se o paciente não possui restrição, adiciono anti-inflamatório e em alguns casos utilizo medicação para dor neuropática (para pacientes com sensação de formigamento / dormência). Os anti-inflamatórios devem ser utilizados por cerca de no máximo 1 semana; o anti-coagulante por 20 dias, a medicação analgésica pode ser tomada por tempo prolongado, bem como a medicação para dor neuropática (podem ser utilizadas por mais de 1 mês).

  • Devo continuar tomando os outros medicamentos que tomava antes da cirurgia?

    As medicações de uso contínuo para hipertensão, diabetes, depressão, ansiedade, etc, devem ser tomadas normalmente após a cirurgia.

  • Quais os sintomas esperados de eu sentir após a cirurgia?

    Dor ao movimentar o joelho, sensação de esquentamento, inchaço desde o joelho até o tornozelo), dormência, formigamento, dentre outros. A cicatriz nem sempre apresenta cicatrização uniforme, alguns pontos podem cicatrizar mais rapidamente, outros podem ficar mais avermelhados, amarelados ou até com área escura de necrose em pequenas áreas da cicatriz. Alguns medicamentos para dor intensa podem causar mal estar, náuseas e vômitos

  • Quais sintomas são menos comuns mas que não preciso me preocupar?

    Episódios de esquentamento, áreas avermelhadas ou com pequena secreção amarelada (fibrina) ou mesmo pequenas áreas pretas no bordo da ferida (necrose periférica); sangramento persistente por mais de 1 semana após o procedimento (geralmente em pequena quantidade).

  • Quando poderei iniciar uma atividade física e de qual tipo?

    É importante salientar que a prótese é um dispositivo mecânico que está sujeito a desgaste com o passar do anos. Quanto mais jovem e ativa a pessoa e quanto mais pesada, maior a taxa de desgaste. Sendo assim, para o paciente portador de prótese, sugerimos apenas atividades leves como caminhadas curtas, bicicleta e exercícios na água (hidroginástica).

  • Quais os sintomas de alerta que devem me preocupar e me fazer entrar em contato imediato com o Dr. Felipe Brasil?

    Febre, dor intensa que atrapalha o sono, sinais de secreção amarelada espessa (semelhante a pus), dor intensa na panturrilha associada a inchaço neste local.

Lesões dos Meniscos

LCA - Ligamento Cruzado Anterior

Condromalacia / Condropatia da Patela

Artroplastia (ou Prótese) Total do Joelho

Osteotomia de Realinhamento do Fêmur

Osteotomia de Realinhamento da Tíbia